Assinar: conteúdo | comentários

Shar Pei

O Shar Pei é uma raça canina oriunda da China. Criado para ser inicialmente um cão de fazenda de múltiplas funções, é considerado eficiente, já que as características buscadas para tal foram alcançadas: é silencioso o bastante para ser um animal de guarda, por exemplo. Considerado também animal de companhia.

Origem: China

Nome de Origem: Shar Pei

Utilização: Guarda e defesa.

Histórico

O Shar Pei, também conhecido como Cão chinês de combate, foi desenvolvido na China. Sua origem é incerta. Pode ser um descendente do Chow Chow, a quem se assemelha pela língua azul. É possível que tenha surgido inicialmente no Tibete ou no Norte da China há 20 séculos, sendo que os primeiros exemplares da raça eram bem maiores do que os atuais. Existem obras de arte antiquíssimas (Dinastia Han, 206 a.C.) que retratam o Shar-Pei. No passado esse excelente caçador de javalis e guardador de rebanhos, era também utilizado para combates, esporte extremamente popular na China.

Sua pele solta dificultava o abocanhar dos adversários de combate. O tipo físico original deste cão foi se perdendo na própria China, a partir do final da década de 40. Foi o preço pago pelo mundo canino em consequência da Revolução Comunista no país em 1949. Nessa época, a raça quase foi extinta, porque a posse de cães foi proibido. Abriu-se uma exceção para os cães de camponeses que comprovadamente os usavam para caça, os demais só poderiam ter o direito de existir se seus proprietários arcassem com multas altíssimas.

Caso contrário, a sentença era a execução, cumprida pelos soldados de Mão Tse Tung. Os cães não trabalhadores do país viraram alimento para o povo esfomeado. Os poucos Shar Peis sobreviventes tiveram que enfrentar o problema da desnutrição. Alimentando-se apenas com sobras das mesas dos camponeses, começaram a diminuir gradativamente de tamanho. A desnutrição impede que o tamanho ideal determinado pelo potencial genético seja atingido. Assim, filhotes de pais desnutridos tendem a nascer menores e mais fracos, por isso, o tamanho das novas gerações continuou menor.

Foto: Dreamstime

Aspectos gerais

É um cão de tamanho médio, ativo, compacto, curto e estrutura quadrada. Rugas sobre o crânio e a cernelha, as pequenas orelhas e o focinho de hipopótamo conferem ao Shar Pei uma aparência única. Os machos são maiores e mais robustos que as fêmeas.

Altura

Macho: Altura Máxima – 51 cm / Altura Mínima – 44 cm

Fêmea: Altura Máxima – 51 cm / Altura Mínima – 44 cm

Temperamento: calmo, independente, leal e afeiçoado à família.

Pele: solta.

Pelagem:  o pelo é um traço característico da raça – curto, duro e eriçado. A pelagem no corpo é reta e eriçada, mas, geralmente, mais assentada nos membros. Sem subpelo. O comprimento do pelo pode variar de 1 cm a 2,5 cm. Jamais tosado.

Cor: todas as cores sólidas são aceitas, exceto o branco. A cauda e a parte posterior das coxas são, frequentemente, de uma cor mais clara.

Fontes: Bruno Tausz  e Wikipedia

0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.