Assinar: conteúdo | comentários

Cocker Spaniel Americano

Cocker Spaniel Americano é um cão extremamente alegre, carinhoso, equilibrado, sem nenhuma timidez. Ativo, dócil, amigável, afetuoso, extrovertido e sociável, um tanto quanto preguiçoso, muito comilão e principalmente companheiro.

Origem: EUA

Nome de Origem: American Cocker Spaniel

Histórico

A história do Cocker Spaniel Americano confundiu-se com a do Cocker Spaniel Inglês até o final do Século XX, mas a partir daí teve evolução própria. A raça surgiu, oficialmente, em 1946, mas desde 1880 criadores americanos e canadenses buscavam exemplares diferentes dos cockers tradicionais. Nos EUA é chamado simplesmente de Cocker Spaniel e é a 4ª raça mais registrada. Os Spaniels são cães de caça com ancestrais de provável origem egípcia, desenvolvidos na Península Ibérica. Entraram na América acompanhando imigrantes desde 1620 e por importações no Século XX. Tornaram-se apreciados pela habilidade de “levantar” aves para o caçador, por sua disposição e capacidade de adentrar terrenos com vegetação de difícil acesso, velocidade em campo aberto e agilidade ao nadar.

Macho: Altura Máxima – 39,5 cm / Altura Mínima – 37 cm / Altura Ideal – 38 cm

Fêmea: Altura Máxima – 37 cm / Altura Mínima – 34,3 / Altura Ideal – 36,5 cm

Temperamento

É um cão extremamente alegre, carinhoso, equilibrado, sem nenhuma timidez. Ativo, dócil, amigável, afetuoso, extrovertido e sociável, um tanto quanto preguiçoso, muito comilão e principalmente companheiro. É o melhor amigo que qualquer um poderia desejar, não largando o seu dono por nada deste mundo. Trata-se de uma raça bem resistente, raramente ficando doente. Os cuidados maiores são com a pelagem, que necessita uma tosa mensal e banhos semanais. Embora muito peludos, não soltam muito pelo. Vive muito bem em apartamentos.

Pelagem

Na cabeça, os pelos são curtos e finos; no tronco, de tamanho médio, com subpelos suficientes para dar proteção. As orelhas, peito, abdome e pernas bem franjadas, porém sem atingir o ponto de ocultar a verdadeira movimentação e o contorno do cocker spaniel americano, afetando sua aparência ou as funções de caça. O mais importante é a textura. A pelagem é sedosa, lisa ou levemente ondulada, e de uma textura que permita facilidade no trato. Pelagem com ondulação excessiva ou textura lanosa deve ser severamente penalizada. A utilização de máquinas elétricas de tosa no dorso é indesejável. A tosa para melhorar as verdadeiras linhas estruturais deve ser feita para parecer o mais natural possível.

Cor

Variedade Preto: cor preta uniforme, incluindo o preto com marcação castanho. O preto deve ser azeviche; sombreado de marrom ou fígado no reflexo da pelagem é indesejável. Uma pequena mancha branca no peito e/ou garganta é admissível, em qualquer outra região dever ser desqualificado.

ASCOB (Any Solid Color Other than Black): cães de qualquer cor exceto o preto e qualquer cor com marcação castanho. A cor deve ser uniforme, entretanto é permitido uma nuança ligeiramente mais clara nas franjas.

Variedade Particolor: duas ou mais cores definidas, uma das quais devera ser necessariamente branca. Preto e branco, vermelho e branco (o vermelho pode ter tons do creme mais claro ao vermelho escuro), marrom a branco e ruãos, incluindo estas cores com marcas de castanho.

Marcação castanho: a cor castanha pode ir do creme claro ao mais escuro vermelho e fica restrita ao máximo de 10% da cor do exemplar.

Fonte: Bruno Tausz

0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.