Assinar: conteúdo | comentários

Cirneco do Etna

Cirneco do Etna é um cão de caça adaptado a terrenos ásperos, especialmente indicado para a caça ao coelho selvagem – dotado de grande temperamento e, ao mesmo tempo, doce e afetuoso.

Origem: Itália

Nome de Origem: Cirneco dell Etna

Utilização: Caça

Histórico

O cirneco existe na Sicília de épocas as mais remotas. Pelos estudos das raças mediterrâneas deduz-se que o cirneco deve ter em suas origens antigos cães de caça criados na idade faraônica no vale do Nilo e disseminado na Sicília pelos fenícios. Pode-se, também, supor com base em pesquisas muito recentes que o cirneco seja uma raça autóctone da Sicília e precisamente da região do Etna pois documentos numismáticos revelam que o cirneco existiu nessa região muitos séculos antes de Cristo.

Aspectos gerais

Cão do tipo primitivo de formas elegantes e deslanchadas, de talhe médio, pouco atarracado mas, robusto e resistente. A conformação é sub-dolicomorfa de construção leve, e estrutura inscrita no quadrado e pelo fino.

Altura máxima: 52 cm

Macho: Altura mínima: 46 cm / Altura ideal: 50 cm / Altura máxima: 50 cm

Fêmea: Altura mínima: 46 cm / Altura ideal: 42 cm

Peso:  

Macho: de 10 a 12 quilos

Fêmea: de 08 a 10 quilos

Temperamento     

Cão de caça adaptado a terrenos ásperos, especialmente indicado para a caça ao coelho selvagem – dotado de grande temperamento e, ao mesmo tempo, doce e afetuoso.

Pele

Fina, bem ajustada aos tecidos musculares em cada região do corpo. A pigmentação varia conforme as manchas da pelagem.

As mucosas e a pele da trufa são pigmentadas com as cores descritas para a trufa e não devem apresentar manchas pretas nem ser despigmentadas.

Pelagem

Pelo raso na cabeça, nas orelhas e nos membros, semilongo (cerca de 3 cm) mas bem liso e assentado na pele sobre o tronco e na cauda, textura vítrea.

Cor

* Fulvo unicolor mais ou menos intenso ou diluído, como isabela, areia etc;

* fulvo e branco nas suas gradações (lista branca na cabeça, no peito, patas brancas, ponta da cauda branca, ventre branco; (menos apreciado o colar branco); tolerado o branco unicolor com manchas laranja; admitido o manto fulvo com patas mais claras e mais escuras.

Cirneco dell’Etna

0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.