Assinar: conteúdo | comentários

Cão de Santo Humberto (Bloodhound)

Cão de Santo Humberto é gentil, plácido, bondoso e sociável com pessoas. Particularmente apegado ao seu dono. Tolerante aos companheiros e outros animais domésticos. Um pouco reservado e inflexível. Tão sensível a elogios como às correções. Jamais agressivo. O tom de sua voz é profundo, mas raramente late.

Origem: Bélgica

Nome de Origem: Chien de Saint-Hubert (Bloodhound)

Utilização: Caça.

Histórico

Sabujo de grande porte e excelente cão de pista atrelado, com antecedentes muito antigos. Por séculos tem sido conhecido e apreciado por seu excepcional faro e seu grande talento para a caça. Foi criado em Ardenas pelos monges da Abadia de Saint-Hubert. É, presumivelmente, descendente dos sabujos pretos ou preto e castanhos que caçavam em matilha utilizados no século 7 pelo monge Hubert, tendo sido mais tarde nomeado bispo e, quando canonizado, tornou-se o santo patrono dos caçadores. Esses grandes sabujos expandiram-se por toda a região de Ardenas, devido à presença de grandes presas de caça, abrigados e difundidos nas florestas da região. Esses sabujos de Saint-Hubert foram famosos por sua robustez e resistência especialmente na caça ao javali.

Os primeiros sabujos Saint-Hubert foram pretos, mas mais tarde foram também encontrados preto e castanhos. No século 11 esses cães foram importados pela Inglaterra por William o Conquistador. Ao mesmo tempo, cães do mesmo tipo, mas com pelagem toda branca, chamados Talbots, foram introduzidos lá.

Na Inglaterra os cães importados constituíram a base da linhagem raiz. A progênie desses bloodhouns recebeu seu nome como uma derivação de “blooded hound” que quer dizer cão de raça pura, por isso raça pura.

Subsequentemente a raça foi também desenvolvida nos Estados Unidos da América. Nos estados do Sul especialmente, esses cães foram usados por caçadores de escravos fugitivos.

Utilização: sabujo para caçada pesada, cão de serviço, cão de faro e de família. Ele foi e deve permanecer sempre um sabujo que, devido a seu extraordinário sentido do olfato, é principalmente um cão de trela, frequentemente utilizado para seguir presas feridas como pista de sangue, mas também procurar e encontrar pessoas perdidas em operações policiais. Devido a sua construção funcional, o bloodhound é dotado de grande resistência e também de um excelente olfato que o habilita a seguir trilhas por longas distâncias em terrenos difíceis sem problemas.

 Aspectos Gerais

Sabujo de grande porte e cão de trela corpulento, o mais forte de todos os sabujos. É harmonioso em suas linhas, dotado de forte ossatura, boa musculatura e muita substância, mas sem jamais parecer pesado. Estrutura alongada, inscrita num retângulo. Imponente e muita nobreza. De atitude solene. Cabeça e pescoço atraem atenção pela abundância de pele flexível, fina, pendente em profundas dobras.

Macho: Altura Máxima – 72 cm / Altura Mínima – 64 cm / Altura Ideal – 68 cm

Fêmea: Altura Máxima – 66 cm / Altura Mínima – 58 cm / Altura Ideal – 62 cm

Peso:

Machos: 46 a 54 quilos

Fêmeas: 40 a 48 quilos

Temperamento

Gentil, plácido, bondoso e sociável com pessoas. Particularmente apegado ao seu dono. Tolerante aos companheiros de canil e outros animais domésticos. Um pouco reservado e inflexível. Tão sensível a elogios como às correções. Jamais agressivo. O tom de sua voz é profundo, mas raramente late.

 Pele

Maleável por todo o corpo, lassa e elástica. Muito lassa e abundante na cabeça, é muito característica. Na testa e nas laterais da face, a pele forma dobras que pendem e que são ainda mais evidente quando a cabeça é portada baixa. Contudo rugas excessivas e dobras na testa e sobrancelhas jamais deverão prejudicar os olhos. Dobras de pele no tronco devido a excesso de pele são indesejáveis.

 Pelagem

No tronco os pelos bem assentados são curtos, densos, bastante ásperos e resistentes à água. Na cabeça e orelhas os pelos são muito curtos e macios ao toque. A face ventral da cauda é guarnecida com pelos mais longos e mais toscos.

Cor

Na raça bloodhound existem três cores distintas de pelagem: os bicolores preto e castanhos , fígado e castanhos e ruivo uniforme.

Fonte: Bruno Tausz

0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.