Assinar: conteúdo | comentários

Buldogue Francês

Buldogue Francês surgiu, provavelmente como todos os dogues, molossos do Epiro e do Império Romano, parente do Buldogue da Grã-Bretanha, dos Alanos (tribo da Idade Média), dos dogues e pequenos dogues da França.

O Buldogue Francês, que conhecemos é o produto de diferentes cruzamentos feitos pelos criadores apaixonados nos bairros populares de Paris dos anos 1880.

Na época, os buldogues sendo cães de açougueiros e cocheiros, eles rapidamente souberam conquistar a alta sociedade e o mundo dos artistas pelo seu físico tão exclusivo e seu caráter. Daí difundiu-se rapidamente.

O primeiro Clube da raça foi fundado em 1880 em Paris. O primeiro registro de inscrição data de 1885 e o primeiro padrão foi redigido em 1898, ano no qual a Sociedade Canina Central Francesa reconheceu a raça.

Foto: Dreamstime

 

Padrão FCI: nº 101 / 06 de abril de 1998 / BR

Origem: França

Nome de Origem: Bouledogue Français

Utilização: Companhia.

Aspectos gerais

Tipicamente um molossóide de pequeno porte. Possante para seu pequeno talhe, brevilíneo, atarracado em todas as suas proporções, de pelo raso, de focinho curto e trufa achatada, de orelhas empinadas, com uma cauda naturalmente curta. Seu aspecto é de um animal ativo, inteligente, muito musculado, de estrutura compacta e sólida ossatura.

Peso

O peso não deve ser inferior a 8 quilos nem superior a 14 quilos, para um Buldogue em bom estado a altura é proporcional ao peso.

Temperamento

Sociável, alegre, brincalhão, esportivo e esperto. Particularmente afetuoso com seus donos e com crianças.

Pelagem

 Lindo pelo raso, cerrado, brilhante e macio.

 Cor

* uniformemente colorido fulvo, tigrado ou não, ou com nuanças limitadas (malhado).

* fulvo tigrado ou não, com manchas médias ou predominantes.

Todas as nuanças do fulvo são admitidas, do ruivo ao marrom claro (café com leite).

Os exemplares inteiramente brancos são classificados dentro dos fulvos tigrados com nuanças brancas predominantes. Desde que um exemplar apresente a trufa muito escura, olhos escuros debruados com pálpebras escuras, alguma despigmentação da face poderá ser excepcionalmente tolerada nos indivíduos muito bons.

Fonte: Bruno Tausz

0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.