Assinar: conteúdo | comentários

Buldogue Campeiro

O buldogue campeiro tem sua origem nos buldogues que vieram para o Brasil trazidos pelos imigrantes europeus desde o século XVIII. Devido à criação de gado ser sempre forte na região sul.

Os buldogues eram bastante usados para capturar o gado selvagem que se criava em meio a um ambiente hostil de campo e mata nativa.

Participou de grandes tropeadas sempre capturando o boi fujão. Nos matadouros tinha participação ativa, solicitados para segurar um boi bravo sempre que fosse necessário. Os buldogues para o trabalho tiveram uma seleção quase natural, uma vez que os que eram muito baixos, levavam desvantagem em percorrer longas distâncias e em não poder tracionar segurando o boi.

E os que através de cruzamentos com outra raça ficavam muito altos perdiam o instinto de pegador, a precisão de movimentos, além de ficarem vulneráveis às investidas dos bois com seus coices e chifradas. O que era considerado um bom cão? O corpo deveria ser forte.

A cabeça larga com fortes maxilares; o focinho largo e forte, não curto como o do atual buldogue inglês, nem tão comprido como o do bulmastife, para que pudesse morder e segurar um boi independentemente do peso.

Cão de temperamento vigilante e tranquilo, com acentuado espírito de luta e companheirismo. Este temperamento teria que ser tão obstinado que não conhecesse limites e tão controlado que sempre obedecesse aos comandos do tropeiro. Assim, “selecionado na lida” nasceu o Buldogue Campeiro.

Utilização

Eram usados para capturar o gado selvagem, participando de tropeadas, sempre capturando o boi fujão. Participavam nos matadouros, sempre segurando o boi bravo quando necessário. São cães de grande versatilidade, possuindo características de guardião e de combatente bastante equilibrado.

São cães selecionados na lida, “paus para toda a obra”, guardando a casa do tropeiro como também a carreta e o seu cavalo, onde jamais alguém chegava se houvesse um buldogue deitado observando. Além disso, ainda servem de pastor e para derrubar um boi desgarrado. Conviviam em matilhas, respeitando a vontade de seus donos, que era de que não brigassem entre si.

Aspectos Gerais

Cão de constituição potente e larga, indicando força e agilidade.

Macho: Altura Máxima – 58 cm / Altura Mínima – 48 cm

Peso: De 35 kg a 45 kg aproximadamente.

Temperamento

É um cão extremamente versátil, com características de guardião e combatente. Destaca-se pela fidelidade ao dono, ama as pessoas que fazem parte do seu dia a dia e tem extrema coragem.

Um cão de fácil adaptação;  late pouco, é tranquilo, desconfiado e ciumento. Seu temperamento é de vigilante tranquilo, com acentuado espírito de luta e companheirismo.

De fácil convívio com as crianças (nunca se soube de um buldogue campeiro que tivesse mordido uma criança). Aceita totalmente o controle do dono ao qual é submisso e fiel como uma sombra.

Observações

O buldogue campeiro é um cão extremamente rústico que não apresenta problemas de saúde comuns do buldogue inglês.

Funções distintas: o inglês tem uma aparência maravilhosa, é um cão de companhia e ótimo para apartamento. O campeiro é um cão para guarda e trabalho.

Pelagem: lisa, de textura média (nem muito macia nem muito dura). Pelo curto.

 Cor

Todas são permitidas. A predominância é do dourado ou tigrado, sólido ou com branco.

* Já existiram buldogues campeiros totalmente brancos (não é bem para a lide ao sol).

* Nunca foi visto um totalmente negro.

Saúde

O buldogue campeiro é uma raça rústica, e, apesar de muitos exemplares apresentarem displasia severa, poucos são os que apresentam algum tipo de incômodo por serem portadores desta condição.

Até a pouquíssimo tempo atrás a displasia não era sequer conhecida por muitos criadores e proprietários, que só vieram a começar o controle desta doença genética após a incrível constatação de que esta doença não era rara ou incomum.

Exceto por isto, que no buldogue campeiro nem mesmo chega a ser um problema, não há outras doenças específicas do buldogue campeiro que o acometam em larga escala.

Recomenda-se a prevenção de parasitas externos e internos através da vermifugação e de doenças infecto-contagiosas atravez da vacinação.

Fontes: Bruno Tausz e Wikipedia

0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.