Assinar: conteúdo | comentários

Boxer Alemão

Apesar da cara de poucos amigos, o Boxer Alemão é um cão paciente e ótima companhia para crianças. Mesmo entre brincadeiras, ele está sempre atento para que nada aconteça com elas. Cão de guarda nato, o Boxer fica desconfiado e reservado na presença de estranhos. Já com a família e conhecidos é leal e fiel.

Padrão FCI: nº 144 / 10 de abril de 2002 / BR

Origem: Alemanha

Nome de Origem: Deutsher Boxer

Utilização: Boiadeiro, guarda e defesa.

Histórico

O pequeno Brabant Bullenbeisser é considerado como ancestral imediato do boxer. No passado a criação do Bullenbeisser ficou na sua maior parte nas mãos de caçadores, trabalhando com eles durante a caça. Sua tarefa era, em essência, imobilizar firmemente a caça acuada pelos sabujos até o caçador chegar e finalizando a missão.

Para esse trabalho o cão tinha que ter a maior boca possível, com uma mordedura ampla para prender e reter firmemente a caça. Qualquer cão com tais características era o mais indicado para esse trabalho, sendo utilizado na criação.

Nessa fase, apenas habilidade para o trabalho era critério de seleção para uso na criação. Esse critério de seleção levou à produção de um cão de focinho largo e nariz arrebitado.

Aspectos gerais

O boxer é um cão de talhe médio, pelo liso, compacto, de estrutura quadrada e ossatura robusta. Sua musculatura é seca, fortemente desenvolvida, modelagem nitidamente definida. Sua movimentação é enérgica, poderosa e nobre. O boxer não é rústico, pesado, muito leve, nem lhe falta substância.

Macho: Altura Máxima – 63 cm / Altura Mínima – 57 cm / Altura Ideal – padrão não comenta.

Fêmea: Altura Máxima – 59 cm

Peso

Machos: acima de 30 kg (com cerca de 60 cm de altura na cernelha).

Fêmeas: cerca de 25 kg (com cerca de 56 cm de altura na cernelha).

Temperamento

De nervos firmes, autoconfiante, tranquilo e equilibrado. O temperamento é da maior importância e requer maior atenção.

Sua ligação e fidelidade para com o dono e seu território, sua vigilância, sua intrépida coragem como defensor e guardião, é bem conhecida a muito tempo.

Dócil no meio familiar, mas desconfiado para com os estranhos; de temperamento alegre e amistoso nas brincadeiras, contudo destemido numa situação séria.

De fácil treinamento por conta de sua avidez por obedecer, sua mordacidade natural e acuidade olfativa. Pouco exigente e asseado, é tão agradável e apreciado em seu círculo familiar tanto como cão de guarda quanto de companhia. De caráter franco, sem falsidade ou traições.

Foto Dreamstime

Pele: ajustada, elástica e sem rugas.

Pelagem: Pelo curto, duro, brilhante e bem assentado.

Cor: dourado ou tigrado.

O fulvo se apresenta em diversas tonalidades, indo do fulvo claro ao ruivo-cervo escuro; mas as tonalidades mais bonitas são as intermediárias (ruivo/fulvo). Máscara preta.

O tigrado também se apresenta nas diversas tonalidades já descritas, e sobre essas cores se desenham listas transversais, de cor escura ou preta, no sentido da direção das costelas.

O contraste entre a cor das listas e a cor base deve ser nítido. As marcas brancas não devem ser completamente rejeitadas; elas podem, até mesmo, ser muito agradáveis.

Fonte: Bruno Tausz

0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.