Assinar: conteúdo | comentários

Boiadeiro Australiano

Boiadeiro Australiano é conhecido por sua fidelidade e instinto de proteção o tornam, automaticamente, um cão ideal para a guarda de sítios e fazendas. Embora tenha uma desconfiança natural para com estranhos, deve ser dócil no manejo, particularmente, em pista de exposições.

Padrão FCI: nº 287 de 01 de setembro de 1997 / BR

Origem: Austrália

Nome de Origem: Australian Cattle Dog

Utilização: Boiadeiro

Aspectos gerais

De um cão de trabalho forte, compacto simetricamente construído, com habilidade e desejo de cumprir as tarefas a ele atribuídas embora árduas. Sua combinação de substância, potência, equilíbrio e condicionamento muscular rígido deve conferir a impressão de grande agilidade, força e resistência.

Macho: Altura Máxima – 51 cm ? Altura Mínima – 46 cm

Fêmea: Altura Máxima – 48 cm / Altura Mínima – 43 cm

Temperamento

Sua fidelidade e instinto de proteção o tornam, automaticamente, um cão ideal para a guarda do fazendeiro, seu rebanho e sua propriedade.

Embora tenha uma desconfiança natural para com estranhos, deve ser dócil no manejo, particularmente, em pista de exposições. Qualquer característica que se afaste da estrutura ou do temperamento de um cão de trabalho deve ser considerada como falta grave.

Pelagem

A pelagem deve ser lisa; dupla com um subpelo curto e denso. A pelagem de cobertura é fechada, os pelos são retos, duros e assentados, sendo resistentes à chuva. Da linha inferior até a linha posterior dos membros, a pelagem é mais longa e forma, próximo à coxa, uma franja moderada.

Na cabeça (incluindo a face interna das orelhas) e na face anterior dos membros, o pelo é curto. Ao longo do pescoço, é mais longo e mais duro. Como parâmetro, o pelo deve ter de 2,5 a 4 cm de comprimento.

Cor

Azul: a cor deve ser azul, azul mosqueado ou azul salpicado com ou sem outras marcas. As marcas permitidas são o preto, azul ou castanho na cabeça, preferencialmente, distribuídas de maneira uniforme. Nos membros anteriores, o castanho se apresenta nas patas até o meio do antebraço e estendendo-se até a face anterior do antepeito e garganta, com castanho na mandíbula.

Nos membros posteriores, castanho na face medial das pernas e coxas, passando pela face anterior dos joelhos e alargando-se para a face externa das pernas, desde os dígitos até o jarrete. É permitido o subpelo castanho no tronco, desde que não apareça fora da pelagem azul.

Fonte:  Bruno Tausz

0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.