Assinar: conteúdo | comentários

Bichón Habanero

A raça Bichón Habanero é originária da região mediterrânea ocidental e foi desenvolvida ao longo do litoral espanhol e italiano. Parece que esses cães foram introduzidos precocemente em Cuba por capitães italianos das grandes travessias.

Padrão FCI: nº 250 / 11 de maio de 1980 / BR.

Origem: Bacia Mediterrânea Ocidental.

Patronato: FCI

Nome de Origem: Bichón Habanero

Utilização: Companhia.

Histórico

Esta raça é originária da região mediterrânea ocidental e foi desenvolvida ao longo do litoral espanhol e italiano. Parece que esses cães foram introduzidos precocemente em Cuba por capitães italianos das grandes travessias.

Por equívoco, a cor principal havana destes cães (tabaco, marrom avermelhado) deu origem ao mito de ser uma raça originária de Havana, capital de Cuba.

Episódios conduziram as antigas linhas de sangue dos cães havaneses de Cuba à total extinção; sobreviveram alguns descendentes nos Estados Unidos da América, após haverem abandonado a ilha por contrabando.

Aspectos gerais

O bichon havanês é um cão pequeno, vigoroso, de patas curtas, pelo longo, abundante, suave e preferencialmente ondulado. Seus movimentos são ágeis e elásticos.

Macho: Altura Máxima – 27 cm / Altura Mínima – 23 cm

Fêmea: Altura Máxima – 27 cm / Altura Mínima – 23 cm

Temperamento

Excepcionalmente esperto, fácil de educar para cão de alarme (vigia).

Afetuoso, de índole alegre, ele é amável, encantador e brincalhão. Adora crianças e brinca incansavelmente com elas.

Pelagem

Pelos: o subpelo é lanoso e pouco desenvolvido; frequentemente totalmente ausente. O pelo externo é muito longo (12 -18 cm em um cão adulto), suave, reto ou ondulado podendo formar mechas encaracoladas. Qualquer tentativa de igualar o comprimento da pelagem a tesoura ou outros meios é proibida.

Exceção: é permitido aparar os pelos das patas, os pelos da testa podem ser ligeiramente aparados para que não cubram os olhos e os pelos do focinho podem ser igualmente aparados, entretanto, é preferível a pelagem ao natural.

Cor

Existem duas variedades de cores:

Raramente completamente branco puro, fulvo nas suas diferentes nuanças de fulvo claro à havana (cor tabaco marrom avermelhado).

Cor da pelagem e manchas admitidas no parágrafo precedente (branco, fulvo claro à havana) com manchas pretas, pelagem preta.

Fonte: Bruno Tausz

0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.