Assinar: conteúdo | comentários

Letícia Boos e seu amor aos animais

Comentários desativados em Letícia Boos e seu amor aos animais


2

Letícia Boos sempre conviveu com uma diversidade de animais, desde pássaros, peixes a sapos e até iguana. Atualmente, ela tem em casa duas cachorrinhas que, segundo ela, só trazem felicidade a sua vida. E quanto à importância dessa troca de amor com os pets ela faz questão de dizer: “eles fizeram parte do meu desenvolvimento emocional e social, além de serem meus companheiros de diversão”. Leia a entrevista na íntegra:

Como começou o amor pelos pets?

Tudo veio da influência dos meus pais e avós. Minha infância foi repleta de animais. Mesmo morando na cidade, eu e meus dois irmãos ajudamos a criar pássaros, peixes, a galinha Júlia, a pata Carminha, ratinhos brancos, sapos (a partir de girinos coletados no lago da praça), além de outros gatos e cães. Mas certamente a Meméia, ovelha filhote presenteada pela Dra. Olympia, colega do meu pai, foi meu primeiro vínculo mais forte com um pet. Anos depois, me vi sozinha estudando nos EUA e encontrei em uma iguana, sobrevivente de uma queda de um prédio e que estava inclusive sem rabo, uma companhia inesquecível.

Quantos bichinhos você tem e no que eles influenciam sua vida?

Tenho hoje duas cachorrinhas incríveis. Uma influência importante delas foi o fato de incorporar mais rotina à minha vida, pois me senti responsável em manter horários e fazê-las, com isso, mais saudáveis e felizes, o que refletiu positivamente na minha saúde também. Outra consequência foi me tornar mais participante nos últimos anos em movimentos contra testes de cosméticos em animais.

3

Quais são os pets (raças)? E como os adquiriu?

A “primogênita” Lola foi pensada, escolhida. Desde a escolha da raça Lhasa Apso (pesquisei muito sobre raças que se adaptariam melhor ao nosso modo de viver), até o momento certo de recebê-la (sem falar nas indicações de amigos quanto ao canil), tudo foi planejado. Quando adotamos, de surpresa, a Pepper, nossa caçula, que até hoje não sabemos se é Lhasa Apso ou Shih-Tzu, tudo foi muito diferente. Independente de qualquer rótulo, ela é nossa alegria de viver e nos mostra todos os dias que pedigree é algo, na minha opinião, totalmente dispensável (especialmente para quem quer um companheirinho sem ter de participar de competições ou criações).

O que mudou na sua vida com a presença deles em casa?

Praticamente tudo mudou! Ter um cão é a maneira mais fácil de tornar a sua vida mais feliz. Ninguém corresponde ao seu amor e carinho de maneira tão plena, genuína e inocente como um cão. Além disso, não há nada mais reconfortante do que chegar em casa após um dia difícil e ser recepcionada com tanta alegria e amor. Você esquece os problemas, ao menos por um tempo. Um cão é um amigo inseparável, que faz companhia em todos os momentos e está sempre feliz pelo simples fato de estar ao seu lado.

Quais os cuidados que você tem com eles? Que tipo de alimentação eles possuem?

Lola tem luxação das patelas nas patinhas traseiras e por isso se exercita menos. Por conta disso, a ração indicada para ela é a Obesity, da Royal Canin, para manter o peso, além de suplementos para fortalecer as articulações. Pepper nos preocupou logo que chegou em nossa casa e, com o excelente atendimento das médicas veterinárias da pet shop que frequentamos, foi diagnosticada com uma doença congênita que, apesar de ter sido submetida à cirurgia, ainda necessita de cuidados muito específicos. Assim, a Pepper alterna rações Hill’s (H/D) e Royal Canin (Hepatic).

Qual pet shop você o leva e com que regularidade?

Grooming Place é a pet shop sinônimo de tranquilidade. Minhas cachorrinhas chegam alegres e despreocupadas e as busco lindas, hidratadas, cuidadas e felizes. Tem retorno melhor? Claro que não. Por isso, elas vão uma vez por semana e a experiência vai muito além do banho e tosa. Parece até propaganda, mas somos fãs da equipe há anos, desde filhotes.

Na sua opinião, você diria que os pets são fundamentais para a sua felicidade? Se sim, por quê?

Sim, sem dúvidas, pois a convivência com eles traz alegria, tranquilidade e bem-estar à vida das pessoas. Eles podem nos ensinar uma maneira de amar sem exigir nada em troca, e isso nos faz ver a vida de uma maneira diferente. Os pets, em resumo, nos tornam pessoas melhores e mais felizes!

1

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.

Comments are closed.