Assinar: conteúdo | comentários

Ossos: dar ou não aos pets?

Comentários desativados em Ossos: dar ou não aos pets?


Osso (2)

Pesquisas mostram que mais do que um passatempo, os ossos auxiliam na higiene bucal do pet, já que ajudam na remoção de tártaros, e muitas vezes acabam por suprir alguma carência, já que possuem proteínas e sais minerais fundamentais para a sua dieta.

Porém, para que ele usufrua somente de benefícios, é preciso ficar atento a alguns detalhes, como o tipo de osso a ser dado. Isso porque há alguns que são muito quebradiços e frágeis que, conforme a mastigação, acabam por se transformar em peças pontiagudas que podem provocar feridas na boca e até no seu intestino quando engolidos. Claro que nem por isso devem-se buscar versões muito duras, pois isso pode desgastar ou até mesmo quebrar um dente, fora a possibilidade de causar danos à gengiva.

Dentro desse contexto todo, o osso mais prejudicial é o de frango, acrescentando-se os de carneiro e de costelas de porco. Quanto às versões desenvolvidas especificamente para os cães feitos de material sintético, os danos são menores, porém é fundamental ficar próximo enquanto ele come para o caso do animal engolir algum pedaço muito grande e, consequentemente, possa vir a se engasgar.

A sugestão é sempre optar por um osso que tenha o dobro do tamanho da boca do animal quando aberta. Assim, ele nunca consegue engolir tudo de uma só vez e torna-se possível diminuir os possíveis riscos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.

Comments are closed.