Assinar: conteúdo | comentários

Compreendendo uivos e latidos

Comentários desativados em Compreendendo uivos e latidos


766362_60216059

Seu cão passa a noite uivando? É só você sair que o danado começa a latir? Entenda o que ele quer dizer e evite que a vizinhança reclame do seu amigão:

* Late de madrugada

Por que ele faz isso: Na calma da noite, o cachorro  fica mais atento a pequenos barulhos. Ele sabe que estamos dormindo e se sente responsável pela segurança.

Como agir: Por mais que custe acordar no meio da noite, seu cachorro precisa levar uma bronca, nem que seja pela janela.

O que evitar: Levantar e ir até ele só piora a situação.

* Chora se fica sozinho

Por que ele faz isso: Esse choro é um sinal da “ansiedade da separação”, que causa muita angústia no bicho.

Como agir: Se ele for do tipo “sombra”, que segue você pela casa, ensine o comando “fica” (elogiando os acertos com petiscos). Use essa estratégia todos os dias. Quando estiver na sala e for até a cozinha, por exemplo, diga “fica”. O cão dorme no seu quarto? Habitue-o a dormir na sala. Ao sair de casa ou voltar, não pegue o bicho no colo. Quando ele ficar sozinho, deixe brinquedos e permita acesso livre aos locais da casa que tenham seu cheiro, como o sofá e a cama. Outra saída é manter a TV ou o rádio ligados.

O que evitar: Diga não às coleiras antilatido. Elas têm um mecanismo automático que dá bronca em forma de vibração, spray ou estímulo elétrico, mas não servem para casos de ansiedade da separação. O animal para de latir, mas passa a se automutilar.

* Uiva à noite

Por que ele faz isso: Os cães herdaram esse comportamento instintivo dos lobos, que uivam para reunir o grupo. Se o seu cachorro uiva muito, pode estar sofrendo de tédio ou solidão.

Como agir: Proporcione mais atividades e faça-o se sentir mais “em casa” e próximo das pessoas. Isso costuma resolver o problema.

O que evitar: Não o deixe preso (no canil, no terraço ou na área de serviço) por muito tempo.

* Rosna para a campainha

Por que ele faz isso: É um comportamento típico de raças de alerta (como o poodle e o fox paulistinha).

Como agir: É preciso treiná-lo. Peça a alguém que toque a campainha. Fique preparada, ao lado do cachorro. Se ele não latir, dê um petisco; se latir, diga “não” em tom de bronca.

O que evitar: Treiná-lo apenas às vezes ou só quando vierem visitas. Não vai funcionar.

* Late para chamar atenção

Por que ele faz isso: Ele aprendeu que, quando late, ganha colo, carinho, atenção ou petiscos.

Como agir: Jamais satisfaça a vontade do cachorro durante os latidos. Espere que ele fique quieto e só então o atenda. Ele está se esgoelando para ganhar petisco? Diga “senta” e só dê o prêmio quando ele parar de latir e sentar. A bolinha dele rolou para debaixo do sofá? Deixe-a lá até ele parar de latir.

O que evitar: Ceder é reforçar o comportamento. Logo o Totó aprende que, latindo, consegue tudo! Tenha paciência e aguente firme.

Fonte: MdeMulher

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.

Comments are closed.