Assinar: conteúdo | comentários

Boas maneiras aos gatos

Comentários desativados em Boas maneiras aos gatos


843083_99927108

Muitas pessoas dizem que não é possível educar os gatos, e em função disto desistem de tentar ensinar boas maneiras aos felinos. Sabemos que ensiná-los a se comportarem melhor é uma tarefa árdua para seus donos já que eles são independentes e dificilmente aceitam nossos pedidos.

Devido a sua independência, é praticamente impossível adestrar os gatos. Aliás, o termo “adestrar” pode ser substituído por “educar”, já que gatos dificilmente seguirão as regras de um adestramento. Por mais que você consiga dar um treinamento ao seu gato e ele se comporte de acordo com as regras da casa, pode ser que ele esteja passando por um momento de estresse e apresente um mau comportamento em certos momentos. Como eles apreciam a liberdade de ir e vir, educá-los de acordo com os nossos gostos pode ser algo que demore um tempo e exija paciência e dedicação.

Nós já sabemos que gatos são diferentes de cachorros no que diz respeito a praticar atitudes para agradar seus donos, por isso, uma maneira eficaz que ajudará na educação deles é o reforço positivo, ou seja, em vez de reprimir os bichanos, nós os recompensamos com um prêmio todas as vezes que eles fizerem a coisa certa. Os prêmios podem ser desde um petisco até um carinho ou uma sessão de brincadeiras, eles adoram.

Punir o gato quando ele estiver fazendo algo de errado só funcionará se ele for pego em flagrante. Mesmo assim, se você pegar ele em cima da mesa tentando abrir o saco de pão, por exemplo, não grite e não bata nele. Ele pode associar a sua presença a alguma coisa ruim e pode arranhar ou começar a evitar você em outros momentos. Para puni-lo você pode utilizar outros recursos que o amedrontem. Um exemplo é sempre ter perto de você um borrifador de água e usá-lo da maneira mais discreta possível. Outra medida que funciona é colocar fita dupla face em locais que ele costuma subir, como estantes, prateleiras e ao redor do sofá. Com o tempo ele ficará incomodado com aquela situação e não voltará a rasgar a capa do sofá ou subir nos móveis.

Brinque bastante com o gato, jogue a bolinha diversas vezes, incentive o uso do arranhador, compre brinquedos que estimulem o animal a evitar o estresse. Como os gatos perdem o interesse por qualquer atividade rapidamente, quando for brincar, não insista muito, mas faça diariamente e tente sempre no mesmo horário.

Lembre-se: se todas as vezes que o gato miar e você der comida, ele vai acostumar e vai pedir várias vezes durante o dia, inclusive no domingo de manhã. Ele não tem culpa se você levante todos os dias às 7h e justamente hoje resolveu esticar um pouquinho no fim de semana, não é verdade?

Outro ponto que devemos ficar atentos é o que damos para os nossos gatos. Se você não quer que ele peça um pedacinho de pão quando você está comendo então não dê a ele, combinado? Nossos pets não precisam se alimentar com uma comida igual à nossa. A ração já tem os nutrientes suficientes para a alimentação saudável e sempre que você quiser fazer um agrado, dê petiscos.

Os resultados para a melhoria do comportamento dos gatinhos não virão da noite para o dia. Cada gato tem o seu tempo e normalmente o tempo deles não é tão rápido assim, o que torna as tentativas para melhorar a educação dos animais um pouco mais demorada, mas nada é impossível.

Muitas pessoas acham que gatos mandam em seus donos e esse pensamento tem relação com o comportamento dos felinos, principalmente se nosso comportamento está condicionado às situações que envolvem o animal. Nossos gatos não mandam em nós, de maneira alguma, mas devido às dificuldades enfrentadas para educá-los, devemos ter paciência e ser persistente, esta é a melhor maneira de ajudar nossos amigos peludos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.

Comments are closed.