Assinar: conteúdo | comentários

Cuidados com a ração do cão durante o verão

Comentários desativados em Cuidados com a ração do cão durante o verão


ID-10051700

O verão é a época em que os casos de doenças transmitidas por alimentos acontecem com mais frequência. As temperaturas mais altas exigem que tenhamos mais cuidados com a conservação e ainda a adoção de alguns critérios básicos de higiene na manipulação dos alimentos, tendo atenção ao comprar, armazenar, preparar e consumir. E essas regras também valem para a alimentação do seu cachorro.

A veterinária Keila Regina de Godoy dá dicas de como preservar o alimento do seu cachorro nos meses mais quentes quando acontece um favorecimento da proliferação de pragas como insetos e roedores, bem como a presença de aves nos locais de refeição e armazenamento das rações. Confira:

Hora de comer

Muitos cachorros mostram falta de apetite nas horas mais quentes do dia, principalmente no verão. Por essa razão, a veterinária indica que o alimento seja oferecido nos horários e locais mais frescos do dia, sempre à sombra. “Este manejo é particularmente importante para os animais com problemas cardíacos ou respiratórios e, ainda, os obesos, pois as altas temperaturas aumentam o desconforto respiratório e costumam levar à perda de apetite”, explica a veterinária.

Vale lembrar que o mais apropriado é sempre manter, nos casos de viagens ou hospedagens, o alimento habitual que o cão consome, pois mudanças bruscas na alimentação podem promover alterações gastrointestinais.

Conservação dos alimentos

O verão favorece a proliferação de pragas como insetos e roedores, bem como a presença de aves nos locais de refeição e armazenamento das rações. “Isso expõe o alimento à contaminação e o animal a doenças, algumas graves como a Leptospirose, causada pelo contato com a urina que os ratos liberam nos locais onde se alimentam”, relata Keila Regina.

As aves também podem veicular doenças por meio de suas fezes e, por isso, é melhor mantê-las afastadas. Assim, torna-se fundamental adotar cuidados rígidos tanto com o alimento exposto quanto com o armazenado.

Armazenamento

Nunca deixe o alimento armazenado em exposição direta à alta umidade, ao sol ou calor excessivo, pois estes fatores podem alterar a qualidade do alimento. “Assim, seja em casa ou no revendedor, todo alimento deve ser armazenado em local fresco, seco, sem incidência direta de luz solar e sem contato direto com parede e chão”, recomenda a veterinária.

Após a abertura da embalagem, o produto deve ser mantido, preferencialmente, em sua embalagem original. Caso seja guardado em latas ou caixas plásticas, estas devem ter boa vedação e barreira contra a luz. “Estes cuidados são fundamentais para correta conservação do produto, prevenindo a rancificação da gordura, a oxidação de vitaminas e evitando o desenvolvimento de micro-organismos contaminantes como fungos e bactérias.”

Evitar exposição

Qualquer alimento seco industrializado, como a ração, quando umedecido por água e/ou saliva e exposto às altas temperaturas do ambiente, sofre um processo de fermentação se não for imediatamente consumido. É fundamental que todas as sobras sejam sempre descartadas e que a cada refeição os comedouros sejam lavados com esponja, água e sabão para remoção completa de resíduos.

“Não deixe a ração exposta na vasilha por mais de 30 minutos e recolha os grãos de ração que caiam ao redor, mantendo o local das refeições constantemente limpo”, recomenda a veterinária.

Dica extra

Comedouros antiformiga podem ajudar contra esta praga comum nas residências, sendo facilmente encontrados nas versões para cães nas lojas especializadas.

Fonte: Blog Canina

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.

Comments are closed.