Assinar: conteúdo | comentários

Alerta à exposição solar

Comentários desativados em Alerta à exposição solar


Segundo o Dr. Marcelo Quinzani, a exposição excessiva ao sol pode afetar a saúde dos bichinhos, causando problemas de pele como piodermites, aumento do número de pulgas e hipertermia, pode levar também a predisposição de lesões cutâneas que podem evoluir para problemas mais sérios, como o câncer, por exemplo. “O câncer de pele corresponde a 30% de todos os tumores que afetam os cães, sendo que desses 30%, 6,2% são de origem solar, causados pela exposição excessiva aos raios solares”, explica o médico veterinário.

Essas lesões geralmente ocorrem nas áreas despigmentadas (rosadas) e sem pelo, como barriga, ponta das orelhas, nariz e ao redor dos olhos. Animais com pele despigmentada (rosada), os brancos, claros e albinos merecem atenção redobrada, tanto no caso de cães quanto de gatos. Para evitar esses problemas, é imprescindível a utilização de bloqueadores solares específicos para pets, principalmente nas regiões de risco, que são focinho, lábio, coxins (almofadinha dos dedos) e barriga rosada.

Dr. Marcelo também alerta sobre o horário dos passeios, que devem ser realizados nas horas mais frescas do dia. “Indicamos antes das 9h e depois das 17h. No verão ou nos dias muito abafados e quentes recomendamos evitar os passeios durante o dia. Somente a noite, se necessário”, afirma.

No caso dos passeios em áreas urbanas, existe um agravante: o sol ainda esquenta o asfalto, que acaba queimando as patinhas dos animais. “Na dúvida, tire o seu sapato e ande por alguns minutos no asfalto. Se não te queimar, não vai queimar os pés do seu cão”, indica o especialista.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.

Comments are closed.