Assinar: conteúdo | comentários

O cãozinho também vai para o hotel

Comentários desativados em O cãozinho também vai para o hotel


Você não quer deixar seu cachorro sozinho nas férias e decidiu compartilhar com ele momentos agradáveis. Já reservou um cômodo num hotel que aceita animais, sabe como proceder em viagens de carro ou de avião e, portanto, está pronto para embarcar, certo? Em parte.

Hospedar-se com seu pet em uma pousada ou hotel requer cuidados adicionais, pois vocês estarão dividindo o local com outras pessoas, outros animais, e estará sujeito a algumas regras para uma boa convivência. Além disso, você provavelmente não poderá levar seu amigo a todos os lugares; isso quer dizer que ele poderá ficar sozinho no quarto durante algum tempo. Por isso, para que ele se sinta “em casa”, leve todas as suas coisinhas: vasilhas de água e ração, caminha, brinquedos e sua comida.

Dê só alimentos aos quais o cachorro está acostumado para que ele não tenha problemas digestivos, como vômitos e diarreias, e mantenha o horário habitual das refeições. Se seu amigo costuma dormir com você na cama, providencie uma toalha ou outro paninho, assim ele não deixará pelos no lençol do quarto. Lembre-se de que, num primeiro momento, isto é, nas primeiras horas após o chek- in, o animal pode ficar um pouco estressado por estar em um novo ambiente e precisará que você fique por perto.

Quando ele tiver de ficar sozinho, coloque na porta a placa “não perturbe” para evitar que a camareira entre no dormitório. De qualquer forma, é importante planejar atividades com seu pet, caso contrário, ele ficará entediado, nervoso e destruirá carpetes, cortinas e outros objetos do cômodo, além de latir com mais frequência e incomodar os outros hóspedes e funcionários. E, afinal, se você decidiu levar seu amigo é porque deseja que ele também aproveite a viagem.

Hotéis que aceitam animais sempre têm suas próprias restrições quanto à sua circulação. Em geral, não é permitido andar com pets em áreas comuns, principalmente, em refeitórios. Esteja atento às regras para não ser obrigado a sair do local. Não se esqueça da coleira e guia – que deve ter o nome do animal, do responsável e telefones de contato – ao sair com seu cão e fique atento para que ele não cause nenhum transtorno, como arranhar ou morder alguém mais desavisado. Mas, caso isso aconteça, esteja prevenido: mantenha a carteira de vacinação – que deve estar em dia – com você para provar que seu amigão é saudável.

Caminhadas ao lado de seu cão são bem-vindas; além dele ser um ótimo exercício, ainda evita que ele faça as necessidades em lugares indevidos e “marque o território” com urina. Fique o tempo que for preciso e não deixe de levar a pá e o saco plástico para recolher o cocô.

Divirta-se! Cachorros são muito sensíveis ao humor dos seus donos; por isso, nada de tensão e cara feia. Prudência não é sinônimo de preocupação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.

Comments are closed.