Assinar: conteúdo | comentários

Benefícios ao conviver com um animal de estimação

Comentários desativados em Benefícios ao conviver com um animal de estimação


Foto: Photo Rack

Quem convive com animais de estimação garante: essa relação proporciona enorme bem-estar. Eles são ótimos companheiros, excelentes ouvintes e têm sensibilidade apuradíssima. Por isso, só faz bem tê-los em casa.

A companhia é a contribuição mais importante e valiosa dos animais domésticos. Eles sempre esperam o dono chegar e isso ameniza a solidão daqueles que moram sós e também de casais e famílias que, por diferenças de horários de estudo e trabalho, pouco se encontram.”Mesmo as espécies que têm pouco contato com o ser humano, como o peixe, só pelo aspecto visual – lembrando que existe outro ser vivo presente – transmitem paz e conforto emocional”, diz o professor de veterinária homeopática Célio Hiroyuki Morooka.

Para as crianças, o contato com o animal possibilita o desenvolvimento da disciplina e o sentimento de fidelidade. “Quando os pais não estão em casa, um animal doméstico estimula as crianças a desenvolver responsabilidade porque ele precisa de cuidados”, diz Célio H. Morooka.

O veterinário paulista Marcos Malta Migliano não exagera ao afirmar que passar a infância cercada por animais ajuda a criança a compreender o ciclo da vida. “Como o animal vive menos que o homem, a criança acompanha todo o processo de crescimento dele, sofre quando ele adoece, desenvolve o sentimento de fidelidade e aprende a enfrentar a morte. É uma forma de amadurecer”, explica.

Os animais são puro sentimento e, diferentemente do ser humano, não dissimulam nem fazem distinção. “Talvez por isso exista uma comunicação tão sincera entre as duas partes”, analisa Marcos. Para as pessoas tímidas ou com tendência ao isolamento, cuidar de um animal é um meio, ainda que indireto, de estimular os relacionamentos sociais. “Afinal, para tratar dos bichinhos essas pessoas têm de ir ao veterinário, aos pet shops, onde encontram outras pessoas com interesses comuns e com as quais trocam informações”, observa Marcos.

Mas, independentemente de idade ou personalidade, a troca de afeto puro e simples com o animal já é o bastante para a vida ficar mais leve. As pessoas ficam menos egoístas e agressivas. Como uma terapia ocupacional, o tempo gasto brincando ou cuidando do animal é propício para descarregar as preocupações, aliviar o estresse. “A vantagem é que, quando a pessoa está equilibrada mental e emocionalmente, está livre de doenças”, afirma Célio.

Fonte: MdeMulher

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.

Comments are closed.