Assinar: conteúdo | comentários

Mais da metade dos pets estão acima do peso nos EUA

Comentários desativados em Mais da metade dos pets estão acima do peso nos EUA


A epidemia de obesidade norte-americana já contagiou os pets do país. De acordo com um estudo recente feito pela Association for Pet Obesity Prevention (APOP), cerca de 53% dos gatos e 55% dos cães estão acima do peso, e 30% desse total estão com obesidade clínica.

Isso equivale a 88,4 milhões de pets gordos nos EUA. No levantamento, foram avaliados 459 cães e 177 gatos. “O número de animais obesos está crescendo”, afirma o médico veterinário Ernie Ward, fundador da APOP.

Questionados, 22% dos donos de cães e 15% dos donos de gatos achavam que seus pets estavam com peso normal quando, na verdade, estavam obesos. “O mais preocupante nessa descoberta é o fato de os proprietários não terem consciência de que seus animais estavam com sobrepeso”, diz o veterinário, que enfatiza suscetibilidade desses pets a adquirirem doenças como diabetes, pressão alta, problemas renais e respiratórios e osteoartrite.

“Como um cirurgião ortopédico, eu vejo o impacto que obesidade tem em cães e gatos com osteoartrite. É muito frustrante ver como o excesso de peso causa dor e desconforto em meus pacientes”, diz o veterinário Steve Budsberg.

Para ele, cabe aos profissionais da área e aos proprietários a reeducação alimentar de seus pets. “Nenhum animal abre a geladeira ou a despensa e se alimenta sozinho. Nós permitimos que nossos animais engordem!” Dr. Ward concorda: ” A obesidade animal é um problema das pessoas, não dos bichos.”

Um dos principais fatores que mais contribuem para ganho de peso dos bichos de estimação é a ingestão indiscriminada de petiscos. Uma sondagem online com 210 proprietários revelou que 93% ofereciam guloseimas. “Petiscos são sabotadores silenciosos do emagrecimento,” observa Ward, “pois, muitas vezes, escondem um montante significativo de calorias.” O veterinário sugere que se ofereçam legumes frescos como cenouras e brócolis.

Para o veterinário nutricionista Dr. Joe Bartges, é preciso fazer um trabalho de prevenção, que passa pela conscientização de médicos e proprietários. “O principal obstáculo é a convencer os donos o que ‘sobrepeso’ e ‘obeso’ significa, e orientar a comunidade de saúde veterinária a educar os proprietários para evitar e tratar a obesidade dos amigos de quatro patas.”

Foto: Divulgação

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.

Comments are closed.